Cadastre seu email e receba este eBook gratuitamente.
quero receber

Como lidar com o descontrole emocional dos adultos

Nos dias de hoje é muito comum nos depararmos com situações desagradáveis e até inconvenientes, vindo do público adulto, quando é uma criança tentamos relevar, mas vindo de um adulto, muitas vezes nossa mente rapidamente vai pré-julgar a respeito daquele comportamento assistido, por isso, cuide-se para não se deparar numa situação desse tipo.

Bem, eu quis usar este vídeo para ilustrar um pouco a minha fala, principalmente porque é algo que a maioria das mães passam no seu dia-a-dia com seus filhos birrentos…

Alguns de vocês podem estar fazendo a seguinte crítica: mas o vídeo não foi um pouco exagerado?

E a resposta é: NÃO!

Às vezes nós adultos nos comportamos assim mesmo, repetimos ou queremos repetir a ação das crianças, ou seja, se quando o seu filho der uma birra e você tentar enfrenta-lo, estará se comportando tal qual.

Talvez você não tenha coragem de fazer como esta mãe do vídeo (https://www.youtube.com/watch?v=McHYme2E0pY), fez mas demonstra fraqueza ao lidar com a situação da birra do seu filho.

Segue 4 dicas para se manter o controle emocional diante dos desafios ou imprevistos do seu cotidiano:

1ª DICA – Não sintonizar o seu estado emocional no da criança ou pessoa que está tentando te abalar ou tirar você do sério. Mantenha a calma, e você precisa sempre falar isso para si mesmo: “preciso manter a calma”

Exemplo: Se der bom dia para o seu chefe e este estiver mal humorado, finja que não percebeu, mas nunca deixe de dar bom dia a ele, ou pior: nunca responda com mal humor só pelo fato dele ter te tratado mal.

Outro exemplo: Se der bom dia para o seu filho e após dizer que o ama este te responder de maneira grossa e chateado: não ama não! Mude assunto, mas nunca deixe de dar bom dia e se declarar para o seu filho, nem muito menos comece a brigar com ele.

2ª DICA – Não desconte nas outras pessoas o seu mal humor, somente porque está passando por algum problema e quer além de compartilhar com os outros, que que os outros sofram juntamente contigo. Seja maduro e profissional, caso seja no seu ambiente de trabalho. E se preciso, procure uma terapia, enquanto é tempo, ou seja: enquanto as pessoas te suportam!

3ª DICA – O autocontrole emocional deve ser um exercício diário, muitas vezes até mesmo o simples fato de termos que enfrentar uma fila que é algo obrigatório a todos para que recebam o atendimento desejado, nos tira a paciência e achamos que todos da fila também estão com a mesma impaciência que estamos e que todos pensam o que estamos pensando naquele momento, enquanto que pode ter pessoas que estão gostando de estar ali naquela fila enquanto descansa do seu ambiente de trabalho e estão indo receber uma gratificação, por isso fazem questão de estar ali esperando.

4ª DICA – Não agir de cabeça quente. Se antes de nossas ações conseguirmos parar para pensar no que fazer teremos menos prejuízos em todos os sentidos. Ou seja, num momento de grande stress ou chateação, tente manter a calma, mesmo nos piores momentos. É importante não tomar nenhuma decisão precipitadamente, talvez seja melhor deixar passar dias para se resolver aquela situação que tanto te chateou naquele dia, nunca decida nada em meio a um stress!

Ficam as Dicas!
Saibam que o autocontrole emocional é a grande sacada para você permanecer no topo o tempo todo!
Está tudo na nossa cabeça, é só não esquecer que é a nossa mente que domina o nosso corpo.
Boa sorte e sucesso!

Texto de Angela Vilhena

2 comentários

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *